Medicina Chinesa, Acupuntura, Mesoterapia Homeopática, Naturopatia, Terapia Floral, Aromaterapia, Barras Access Consciousness

Ervanária: Suplementos alimentares, Mercearia Biológica, Homeopatia

Consultas realizadas por Vanda Canavarro - Pós-graduada em Medicina Chinesa


Para mais informações: 229 414 651/965 090 409 Rua Padre António, nº278 4470-136 Maia (Estamos junto ao Fórum da Maia)
Email: naturalis.pt@gmail.com


20 de novembro de 2011

Vitamineral

Protecção dos 8 aos 80.



- Reforça a vitalidade e favorece o metabolismo
- Antioxidante

Há muito tempo que se sabe que o consumo de certos alimentos é necessário para a manutenção da saúde e prevenção de doenças. No entanto, as causas de doenças como o beribéri, a pelagra, o escorbuto, a cegueira nocturna, o raquitismo ou a anemia perniciosa, não eram conhecidas.

Os cientistas acreditavam que as referidas doenças eram de natureza infecciosa, uma vez que afectavam muitos elementos da mesma comunidade (marinheiros em viagens transatlânticas, crianças em orfanatos, pobres das zonas urbanas, etc..). Claro que qualquer intervenção resultante deste pressuposto não poderia ter bons resultados.

A partir do século XVIII demonstrou-se que uma alimentação rica em citrinos (laranjas e limões, por exemplo, ricos em vitamina C) evitava o escorbuto; já no século XIX, verificou-se que a ingestão de arroz integral (rico em vitamina B1 ou tiamina), ao invés do arroz polido, prevenia a ocorrência de beribéri; o fígado cru de vaca (rico em vitamina B12) prevenia a anemia perniciosa e o óleo de fígado de bacalhau (rico em vitaminas D e A) prevenia o raquitismo.

A primeira definição de Vitamina foi dada por Casimir Funk (bioquímico polaco) em 1911, definindo as “vital amins” como “Compostos aminados sem valor energético, não sintetizados pelo organismo que devem ser administrados através da alimentação, sendo fundamentais para a manutenção da vida”.
Hoje, sabemos que as vitaminas não se reduzem a compostos aminados, tornando a mencionada definição já ultrapassada. Contudo existe uma afirmação da referida definição que ainda se mantém actual: São indispensáveis à manutenção da vida!
São definidos os seguintes estados relacionados com o aporte de vitaminas ao organismo:
Avitaminoses: também designadas por doenças carenciais, são doenças causadas pela inexistência de aporte ao organismo de uma quantidade suficiente de uma vitamina específica por um período de tempo prolongado.
Hipovitaminoses: também designadas de estados carenciais ou sub-carenciais, são consequência do aporte insuficiente de determinadas vitaminas devido ao estilo de vida moderna ou a determinadas situações individuais. O organismo recebe apenas parcialmente a quantidade de vitaminas necessária para estar em boas condições.
Hipervitaminoses: surgem em consequência de um consumo excessivo de determinadas vitaminas, nomeadamente as lipossolúveis. Podem ser prejudiciais e acarretam danos à saúde. Normalmente têm um carácter agudo, contudo o consumo excessivo perpetuado ao longo do tempo pode originar intoxicações crónicas.

As vitaminas dividem-se em dois grandes grupos, consoante a sua solubilidade:
• Lipossolúveis: São assim designadas por serem solúveis em gorduras, ou seja, em meios lipídicos. Neste grupo encontramos as Vitaminas A, D, E e K.
• Hidrossolúveis: São assim designadas por serem solúveis em água. Neste grupo encontramos as Vitaminas C, B1, B2, Niacina, B5, B6, B8, B9 e B12.

VITAMINERALAcer saccharum tem na sua composição uma associação de 26 vitaminas e minerais que ajudam a aumentar as defesas, reforçam a vitalidade, favorecem o metabolismo e protegem o organismo.

INDICAÇÕES DE BOM USO
As vitaminas e minerais são fundamentais. Sem eles o organismo desequilibra-se e podem surgir alguns problemas de saúde. Vitamineral tem na sua composição 26 vitaminas e minerais essenciais para equilibra o seu organismo.

INDICAÇÕES TRADICIONAIS
Baseiam-se nas utilizações tradicionais de cada um dos componentes. Entre elas incluem-se: Reforça a vitalidade e favorece o metabolismo. Antioxidante.

MODO DE USAR
1 comprimido ao dia, de preferência antes do pequeno-almoço. Não deverá exceder a posologia recomendada.

APRESENTAÇÃO
Caixa de 30 comprimidos.

Sem comentários: